Avaliação do Tópico:
  • 0 votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A Casa Mal-Assombrada do Góris
#1
Hmm... talvez eu já tenha postado aqui dentro de outro tópico essa história, cuja primeira versão deve ter aparecido no fórum Survivors em torno de 1999, ou seja, quase 6 anos atrás.



As histórias são, até onde posso dizer, verdadeiras e dizem respeito à casa onde eu morei até o fim do mês passado, onde agora moram meu irmão e minha irmã...



Eu tinha outra versão, mais atualizada, que sumiu dias atrás quando, logo antes da mudança, meu irmão apagou meu HD... Caso alguém tenha em algum lugar outras versões, inclusive a versão chorosa de "ajudem, me por favor!!!" gostaria que me enviassem para eu atualizar essa...



Ah, sim, o motivo de eu ter postado essa velha história de novo é que durante essa ultima semana, meu pai disse ter visto algo lá em casa, uma assombração e ficou muito impressionado, embora depois ele tenha dito que era só um sonho ou impressão...




Meu pai comprou o terreno pouco antes de casar em fins de 74. Não havia nada aqui, só algumas casas e a rua de terra. Ele construiu então uma pequena casa, a famosa meia-água pra irem morando enquanto iria construindo a casa de verdade.



   Quando eu tinha uns três anos, a casa ficou pronta e a gente se mudou pra cá.



   Me lembro que eu era pequeno, eu sempre via um lenhador miniatura andando pela casa ( tá coisa de criança, mas juro que é verdade ), mas ninguém acreditava. Certa vez, parei de ver o lenhador e passei a ter pesadelos, quase diários. Nesses pesadelos, eu tinha sonhos horríveis com o quarto de hóspedes e quando acordava, não conseguia me mover, apesar de estar acordado...



   Acho que nas primeiras vezes que isso aconteceu, eu vi uma mulher negra ou índia flutuando com uma cara horrível sobre mm.

   Mas depois disso não vi mais, embora os pesadelos me seguissem por toda a infância e adolescência. Pesadelos até ridículos, com a Cuca querendo me levar pro quarto, que tinha um buraco que me levaria a toca dela... Mas mesmo na adolescência os pesadelos não diminuíram, me fazendo quase pensar em suicídio.



   Aí junta tudo, né? Eu não dormia de noite, meus pais reclamavam comigo, por causa de barulho e talz e quando chegava o dia, eu não tinha pique pra sair, namorar nem nada. Era horrível.



   Nessa época aconteceram dois fatos estranhos:



   Uma vez, meu pai foi dormir no quarto de hóspedes, pois estava muito quente e ele não queria dormir no quarto com minha mãe. Depois que deitou no quarto, ele diz que uma mulher de preto veio e se deitou sobre ele, que não conseguia se mexer. Quando ele se livrou, ele voltou pra quarto dele ficou vários dias assustado. Mas como ele é céptico, depois desses dias ele disse a si mesmo que foi só um sonho.



   Na época minha mãe não me contou por que ela sabia que eu ( e ela tbm ) tinha esse lance, de acordar imobilizado e que eu ficaria com medo. Só muito tempo depois eu fiquei sabendo disso...



   O outro, antes até desse aí de cima, foi quando uma prima minha chamada Edna veio morar conosco. Ela estava grávida e foi expulsa de casa pelo pai. Certa feita ela estava na sala vendo TV quando sentiu alguém saindo do quarto e disse que depois disso várias sombras ficaram voando ao redor dela e depois sumiram na TV. Pouco tempo depois ela saiu aqui de casa por causa disso.



   Minha mãe virou evangélica nessa época e trazia o povo da igreja pra visitar a casa, mas nunca melhorou 100%.



   Bem depois disso, já em 1995, meu pai aposentou-se e mudou-se pra Minas com minha mãe e irmãos. Só eu que já tinha emprego fiquei na casa. Chamei alguns amigos então pra morarem comigo e dividirmos despesas.



   Eu até tinha as datas certinhas, mas não consegui achar, mas acho que em março de 1996, era um domingo, a gente estava na sala vendo TV quando um de meus amigos, o Bolinha, foi dormir, pois estava cansado. Enquanto a gente conversava, vendo TV, ele saiu do quarto assustado, gritando ladrão, ladrão! E foi pro quintal. Teve gente que foi atrás dele, um que foi pro quarto ver o que tava acontecendo e eu que fiquei na duvida, mas depois fui pro quarto tbm. Encontrei o Melvin rindo, sentado ao lado da cama: "Óh, debaixo do colchão não tem ladrão, será que tá dentro do travesseiro?" Ele melhorou um pouco o clima, e depois o Bolinha voltou e contou o que viu: Um vulto veio em sua direção e ele pensou que fosse o Rafaelli, que dividia o quarto. O vulto parou ao lado dele, como se estivesse querendo falar algo, e quando Bolinha viu, perguntou o que vc quer, Rafael? O vulto sumiu imediatamente!



   Nisso, a única coisa que ele conseguiu dizer foi ladrão, ladrão... Depois disso ele começou a evitar ficar sozinho em casa...



   Acho que uns dois meses depois, o Rafaelli, que foi o que mais zoou do Bolinha, tbm viu algo, mesmo esquema, um vulto apareceu no quarto escuro, quando o Rafaelli perguntou quem era, o vulto sumiu! O Bolinha ainda ficou uns meses aqui, mas o Rafaelli saiu de minha casa no dia seguinte, só o pai dele voltou pra pegar as coisas dele!



   Depois disso, deu um tempo sem nada de anormal, até o início de 1997, quando outro colega nosso, o Reginaldo, que a gente chamava de Capitinga, chegou primeiro da escola ( a gente trabalhava e estudava junto ) e foi trocando de roupas. Quando ele estava no banheiro, lavando o rosto, percebeu pelo espelho ( eu acho ) que havia chegado mais alguém em casa. Ele pensou que fosse o Bolinha ( que depois de ficar algum tempo fora, voltou a morar lá em casa ) e perguntou: "E aí, trouxa, chegou cedo tbm?" Só que ele não respondeu e o Reginaldo nem tchuns. Só quando ele foi pro quarto do Bolinha ( o quarto de hóspedes ) é que viu que não tinha ninguém lá...



   Isso devia ser umas 9 horas da noite, mas a gente só chegou lá pelas 11 horas, ele ficou o tempo todo esperando do lado de fora. E depois disso ficou tbm com receio aqui de casa, mas continuou morando aqui, inclusive de vez em quando vivia querendo que a gente fizesse jogo do copo e tal aqui em casa, mas nunca quisemos mexer com isso. Depois disso, em 98 meu primo Max e o Wesley vieram morar aqui uns tempos, pois a maioria de meus amigos saiu da casa e o Max estava com problemas com o pai. Eles sempre comentam sobre essa época, embora eu nunca tenha visto nada, o Wesley jura que ele via sombras pelo canto dos olhos e quando olhava não tinha nada. Teve tbm uns lances de objetos caindo e coisas do tipo, mas conhecendo tanto o Max quanto o Wesley, não sei se são fontes tão confiáveis quanto meus outros amigos... Se falar com o Max ele te conta umas histórias engraçadas até sobre essa época.



   No início de 2000, outro membro novo da república, Warlley viu algo aqui em casa. Eu estava deitado na cama de meu quarto, ouvindo música e ele estava na sala, vendo TV num domingo, quando ele apareceu chorando no meu quarto, falando que eu tinha que ir na sala ver algo. Confesso que estava meio dormindo, pois pensei duas coisas, uma que me deixou com medo e outra que me deixou com raiva, mas ao mesmo tempo. Ele tinha jeito de homossexual e eu achei estranho um homem vir e sentar na cama assim, do meu ladinho, quase me agarrando, a outra é que tava passando alguma coisa no fantástico e que talvez ele quisesse que eu fosse com ele assistir. Mas quando vi a cara de medo dele, levantei e fui ver o que era: NADA!



   Aí, ele falou que estava vendo TV quando viu alguém saindo do quarto de hóspedes e vindo pra sala. Ele nem esperou pra ver o que era e foi fugindo pro meu quarto. Ele pegou um colchão e ficou dormindo no meu quarto quase a semana toda. Nessa época, eu entrei no site da survivos e contei a história, pensando se alguém teria um conselho pra me ajudar, mas nada, só as piadinhas de sempre, embora lá o pessoal até tenha sido mais compreensivo, dando uns toques legais...



   Ano passado, quando minha esposa veio passar uns dias comigo, ela tbm viu algo aqui em casa, mas só me contou esse ano, depois de casado. Ela ficou sozinha em casa e disse ter visto uma sombra, indo da sala pro quarto de hóspedes.



   Esse ano foi a mesma coisa e ela passou a seguir uma igreja evangélica. Depois disso, melhorou bastante o clima aqui.



   Mas agora neste início de ano, não pude passar o reveillon com minha esposa, pois teria de trabalhar e ela foi visitar a mãe e irmãos em Minas, mas ela pediu pro Warlley dar uma passada aqui em casa, pra eu não passar sozinho, pois apesar de receber convites de alguns bons amigos, eu quis ficar sozinho na passagem de ano, algo que ela não aprovava.



   03/01/03 - Pois bem, anteontem ( 01/01/03 ), meu irmão veio me visitar com um amigo.



   De noite, eu deixei ele brincando na Internet e fui dormir.



   Acordei com o barulho de gente andando pela casa, luzes sendo acesas e ao perguntar o que houve, meu irmão disse que uma criança ( ou algo do tamanho de uma ) apareceu vindo do quarto de hóspedes, ficou um tempo na porta do meu quarto, olhando pra ele, que ficou parado, sem acreditar, ele só viu que era de verdade, quando a "criança" tocou na perna dele e sumiu!



   Ele ficou com medo e acordou o Warlley e o amigo dele, pra contar o que houve.



   Nisso o próprio Warlley contou que na madrugada do dia anterior, ele acordou com aquela sensação de que alguém havia dado um tapa nas costas dele!



   Aliás, ele foi embora hoje pra Minas e estou em preocupado, imaginando o que pode significar aquela visão...



   Bem, só estou contando por que vc pediu antes e agora aconteceu mais essa, então aproveitei pra te enviar. Realmente não sei o que pensar, mas como meio cientista fajuto que sou percebi uma certa ordem:



   Em geral, meus pesadelos eram às 2:00 da manhã. E foi nessa hora que meu irmão viu a "criança". Outra é que normalmente as pessoas viram coisas aqui em casa nos domingos. E outra é que eu mesmo nunca vi as coisas, mas ocasionalmente ainda tenho pesadelos.



   Chamei uma amiga espírita certa vez, mas ela nunca pode vir. O pessoal da Igreja Evangélica é tipo... Sei lá, eles vem aqui, as coisas melhoram, pouco depois voltam a acontecer...



   04/03/05 - Bem, entre 01/01/03 e 04/03/05 (hoje), passaram-se uns 2 anos e aconteceram outros fatos interessantes, que vou resumir assim, meio que de cabeça, por que eu atualizei esse arquivo desde então, mas recentemente meu irmão apagou meu HD e muitas informações eu perdi nesse vacilo dele, mas então vamos a elas:



   Após me casar, por motivos óbvios eu jamais contei as histórias de minha casa para minha esposa. Além do quê, sempre achei ela mais inteligente (ou pés-no-chão) que meus antigos colegas e amigos. E por algum tempo, nada aconteceu.



   Como citei acima, antes de casar minha esposa "viu" algo estranho, mas achou que era impressão e nem comentou comigo, até alguns meses após o casamento, quando ela viu algo estranho de novo e um dia ela veio me perguntando se alguém já tinha morrido lá em casa... Eu ri e perguntei por quê e ela disse que era só curiosidade...



   Tempos depois ela me perguntou se eu achava que tinha gente enterrada lá em casa...



   Achei estranho, mas só meses depois ela me contou a história da casa de que havia visto um vulto em casa...



   Meses depois, eu havia convencido ela que era só impressão, por que eu tinha medo de ela ficar com medo da casa... Mas um dia, depois de meses em que eu estava trabalhando à noite, ela disse que acordou de noite e havia um vulto na porta do nosso quarto... Ela disse que se cobriu e ficou um tempão rezando, até ter coragem de ver o que era... Depois disso comprei alguns abajures pros criados mudos e ela ficou um bom tempo dormindo com eles acesos...



   Até que chegou a epoca que o FDP do meu irmão contou essas histórias pra minha esposa e ela ficou morrendo de medo, chegou várias vezes a pensar em mudar de casa...



   Até agora em Fevereiro, quando mudamos de casa...



   No fim-de-semana, meus pais vieram para casa antiga (que, como eu disse, é de meus pais. Agora quem mora nela são meu irmão e minha irmã) e minha esposa disse que dia 02/3, meu pai (lembram, o céptico?) viu um vulto no quarto da casa e diz ela que ele ficou muito transtornado... Ainda não sei detalhes, mas quando tiver, vou escrever aqui




Em off, como muitos amigos sempre me ajudaram, valeu a todos pela ajuda, conselhos e conversas, principalmente ao Morgoth que me ajudou bastante. À partir de agora, caso haja atualizações(o que eu espero que não haja), será por meio de histórias contadas por meus parentes e aí, nesse caso eu nem vou saber se são reais ou não...


Xbox One: Jogando Skyrim
PC: Jogando Civilization
Celular: Jogando Fantasy Defense - O jogo sumiu de meu celuar e da Playstore!
Responder
#2
isso sim que é velha \o/ huiahiauihia



incrivel que eu sempre paro pra ler ^^
Responder
#3
[quote name='Eddy' date='Mar 6 2005, 12:16 PM']isso sim que é velha \o/ huiahiauihia



incrivel que eu sempre paro pra ler ^^[/quote]

è vei, eu adoro "historias" desse tipo ... sendo reais ou nao... eu acho mto interessantes (com os outros na Historia) pq se fosse eu , pqp ... eu nao esperaria 1 semana pra mudar da casa, na boa mesmo...


=D



.
Responder
#4
Ja tinha lido da otra vez

E o Ortanck tem razao, historias desse tipo saum massa de ler =P


[Imagem: gg2bz7.jpg]



[color="#3333FF"]"Não tenha medo de dar grandes passos. Não se pode atravessar o abismo com dois pulinhos."[/color] [color="#3333FF"](David Lloyd) [/color]

[color="#FF0000"]"Não existe uma fórmula para o sucesso. Mas para o fracasso há uma infalível: tentar agradar a todo mundo." [/color][color="#FF0000"](Herbert Bayard Swope)[/color]

[color="#666666"]"Quando o Futuro se impõe, o Passado não se aguenta" (Humberto Gessinger)[/color]



Engenheiros do Hawaii...
Responder
#5
OMG /o\ !!! run run run !!


[Imagem: ATgAAAC8Oj5JpEmhx6RF3czpMKIKAsOFTPUetA-U...SRtQOA.jpg]
Responder
#6
Caralho Goris, vsf, como você morava num lugar desses????



Eu demolia a casa, salgava o terreno e vendia. Puta que pariu, vsf, que medo.
Responder
#7
esse treco de nao conseguir se mexer aconteceu comigo esse ano, mas foi um pouco diferente... o_O



tipo, eu deitei pra dormir e tal

dai eu senti minha garganta se fechando, eu nao conseguia mais respirar, nem me mexer!

dai eu fechei os olhos e vi EU MESMA me arrastando ate a porta, soh que ela tava fechada e eu nao tinha forcas pra abrir, pq nao conseguia mover as maos nem me levantar

e qdo eu tentava gritar a voz nao saia tb



entao eu "acordei" e tava na cama ainda, toda encolhida... sonho bizarro

mas o foda eh que foi absurdamente real! fiquei com moh medao :/



depois eu tentei dormir de novo, e a sensacao de garganta fechando voltou

toda vez que eu tentava dormir acontecia isso

foram umas 3 vezes seguidas



ate que finalmente eu consegui dormir em paz... :~


[Imagem: sign_kianca.jpg]
Responder
#8
[quote name='Mithladwen' date='Mar 6 2005, 12:59 PM']esse treco de nao conseguir se mexer aconteceu comigo esse ano, mas foi um pouco diferente... o_O



tipo, eu deitei pra dormir e tal

dai eu senti minha garganta se fechando, eu nao conseguia mais respirar, nem me mexer!

dai eu fechei os olhos e vi EU MESMA me arrastando ate a porta, soh que ela tava fechada e eu nao tinha forcas pra abrir, pq nao conseguia mover as maos nem me levantar

e qdo eu tentava gritar a voz nao saia tb



entao eu "acordei" e tava na cama ainda, toda encolhida... sonho bizarro

mas o foda eh que foi absurdamente real! fiquei com moh medao :/



depois eu tentei dormir de novo, e a sensacao de garganta fechando voltou

toda vez que eu tentava dormir acontecia isso

foram umas 3 vezes seguidas



ate que finalmente eu consegui dormir em paz... :~[/quote]

e eu vejo gnomos no jardim =/
Responder
#9
heoiaheiaheuh magijacu =P

eh serio po

<img src='http://forum.hangarnet.com.br/public/style_emoticons/<#EMO_DIR#>/ohmy.gif' class='bbc_emoticon' alt=':o' />


[Imagem: sign_kianca.jpg]
Responder
#10
EU DANÇO E JOGO BOLA.
Responder


Saltar Fórum:


usuários a ver este tópico: 1 Visitante(s)